HÁ COPOS QUE NÃO SE LAVAM

Douro Vinhateiro, Leonardo Bizcaya CONTO HÁ COPOS QUE NÃO SE LAVAM MIGUEL MESQUITA MONTES “Não há copos lavados e eu tenho sede. Lá vou eu ter de ir ao rio. Esta secura não se aguenta… Mal me levantei, e o dia já vai torto. Sorte a minha serem só três copos. Esta merda até cola.” […]

ARROZ QUE SE COSE FALA E UMA SOLIDÃO AURORIZADA

CONTO – PROSA ARROZ QUE SE COSE FALA E UMA SOLIDÃO AURORIZADA ANA RITA RODRIGUES I SOLIDÃO CAPEADA. CLAREIRA-PROFECIA Sabia-me solitário. E sabia-me bem saber-me solitário. Entendia este leva-leva, de ser e saber que era, mais como rumo à tranquilidade do que como fatalismo ou fragilidade temida pelo homem contemporâneo. No entender dos outros (os […]