After the Rain Gloucester, by Paul Cornoyer

III
XX cardíaco dilúvio

desço a rua
sozinho
espero-te nua
pelo caminho

onde tu estás amor?
deixei-te nua, sozinha
no caminho
há alguns anos
fazia noite
fazia frio

onde tu estás amor?
deixei-te nua, sozinha

aquele tempero teu
aquele tempero que era só teu
que me elevava a ser mais eu
que me eleva a ser mais eu

perco-me hoje sozinho
a procurar-te na rua do caminho

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on pocket
Rui Sobral

Rui Sobral

Escritor que lê, escreve e medita. E repete todos os dias, não necessariamente na mesma ordem.

PARTILHAR