Twilight, Venice - Claude Monet

III
XX ao meu lado ninguém

descansa amor que o sol se pôs
e me iluminou ainda tu dormias
pintou-me de gelo por dentro e
de amor a ti por fora devagar
desencarcerou do peito meu a lua
e disse-me baixinho sossega
ainda há tempo até sossegar
e eu de luto acreditei amor
que o sol para mim falava
enquanto ao lado meu deitada
estavas tu como nos tempos vivos
antecedentes ao desassossego
da lua que um dia se pôs em ti

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on pocket
Rui Sobral

Rui Sobral

Escritor que lê, escreve e medita. E repete todos os dias, não necessariamente na mesma ordem.

PARTILHAR