III
XIX ruminantes histórias mil

ruminantes pensamentos meus
imagens em caracol de outros
canções antigas baixinho
e fumo de cigarros à janela
já nem sei quem sou agora
nunca soube ao certo também
males de amor decerto
genealogias obscuras em mim
e palavras mil à noite
histórias desconhecidas
perdidas no raciocínio meu
outrora nu outrora teu
nunca só teu sempre só meu

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on pocket
Rui Sobral

Rui Sobral

Escritor que lê, escreve e medita. E repete todos os dias, não necessariamente na mesma ordem.

PARTILHAR