ABRIL É UM LUGAR

abril é um lugar
onde em todas as esquinas
se oferecem flores

abril é um lugar
como são as casas
que erguemos

abril é um lugar
de portas escancaradas
como braços cheios de nada
onde ninguém dispara
e em todas as caras
comoção

abril é um lugar
uma taberna onde se brinda à terra
da fraternidade ainda antes do adeus

                     a revolução não tem idade
                     é nossa, dos meus, dos teus

 

abril é um lugar
abril é o regaço
onde desabrocha o pão

abril é um lugar
pontilhado por rostos descalços
marcas dos passados marços

abril é um lugar
de águas mil

abril é choro de alívio
abril é chuva de cravos
abril é água gelada na garganta por uma outra
primeira vez

abril é um lugar
que se cantou

abril é um lugar
que nos abriga

abril é um lugar
não tenho dúvidas
não estive lá
e ainda lá estou

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on pocket
Bruno Fidalgo de Sousa

Bruno Fidalgo de Sousa

Depois da dança, o lobo avança, encontra a curva.

PARTILHAR